19 de jan de 2017

TAI CHI : UMA ABORDAGEM BIOPSICOSSOCIAL À SAÚDE

"O dicionário Merriam-Webster define biopsicossocial (BPS) como aquilo que está relacionado com os aspectos biológicos, psicológicos e sociais da saúde, em contraste com os aspectos estritamente biomédicos de uma doença. A teoria foi desenvolvida por George L. Engel (1913-1999) e John Romano (1904-1994) durante décadas, e publicada primeiramente por George Engel em 1977. Enquanto que o modelo biomédico tradicional foca na fisiopatologia e outras abordagens biológicas da doença, a abordagem biopsicossocial enfatiza a importância de entendermos a saúde humana e a doença sob outros aspectos, como fatores biológicos, psicológicos e sociais, e suas interações complexas.

Tai Chi (Taiji) é uma antiga arte curativa Chinesa e também uma arte marcial. Suas raízes filosóficas têm origem no Livro das Mutações (I Ching ou Yi Jing). Ela foi desenvolvida baseada na Medicina Tradicional Chinesa, especialmente no sistema dos meridianos. No livro 'Guia de Tai Chi da Faculdade de Medicina de Harvard' (pulicado recentemente em português pela Ed. Pansamento), o professor Peter Wayne, discute os benefícios do Tai Chi para o coração, os pulmões, os ossos, os músculos, o sistema nervoso, o sistema imunológico e a mente, sob a perspectiva dos fundamentos do Tai Chi, da teoria da Medicina Tradicional Chinesa, e sob a lógica de Medicina ocidental. Ele cita, inclusive, estudos biomédicos conduzidos por institutos de pesquisa por todo o mundo, como evidências de suas colocações.

Existem muitos estilos e formas de Tai Chi. Algumas são longas e complicadas, outras são curtas e simplificadas. De acordo com o Dr. Wayne, todas elas podem trazer benefícios para a saúde, desde que elas tenham oito ingredientes ativos:
  1. Percepção - incluindo a plena consciência e atenção focada. A chave de tudo está nos movimentos lentos e deliberados, e na atenção ao alinhamento do corpo, às sensações e à respiração.
  2. Intenção - ou Yi em Chinês, incluindo convicção e expectativa. A visualização ou imagens desempenham um papel importante em produzir os efeitos terapêuticos e psicológicos.
  3. Integração Estrutural - incluindo a forma dinâmica, e função. Uma maior integração interna e entre os vários sistemas estruturais e fisiológicos é essencial.
  4. Relaxamento ativo – os movimentos fluidos do Tai Chi ajudam a conduzir o corpo e a mente para um estado profundo de relaxamento. Tem sido descrito como meditação em movimento.
  5. Força e Flexibilidade – no Tai Chi, a transferência lenta do peso de uma perna para outra, as bases com as pernas flexionadas, e os alongamentos dinâmicos podem ajudar a construir força, estabilidade e flexibilidade.
  6. Respiração Fluida e Natural – a respiração do Tai Chi ajuda a regular o sistema nervoso, melhora o humor, movimenta e equilibra o Qi (energia vital).
  7. Apoio Social – a interação com professores e outros colegas de turma também é um importante fator terapêutico.
  8. Espiritualidade Embutida – incluir a filosofia e os rituais. Dr. Wayne acredita que o Tai Chi cria uma estrutura prática, ao trazer para o dia-a-dia um modo de vida holístico, com base na filosofia oriental, que integra corpo, mente e espírito.
Dr. Peter Wayne
Além de ser influenciado pelo 'Livro das Mutações', o Tai Chi herdou perspectivas filosóficas do Confucionismo, do Budismo, e do Taoísmo. Para muitos, o Tai Chi não é apenas uma arte curativa, ou uma arte marcial; é também uma forma de cultivar um sistema de valores, e de desenvolver uma atitude mais positiva em relação à natureza, aos relacionamentos e à vida diária de forma geral.

O livro 'Tai Chi in Your Life' de Dale Napier apresenta vários exemplos de como os princípios do Tai Chi podem ser aplicados às suas tarefas diárias. O Dr. Wayne também ensina como integrar o Tai Chi na rotina diária em seu livro. Ele apresenta, ainda, o 'Tai Chi para Dois', como uma forma de usar o Tai Chi nos treinos para o aperfeiçoamento de outros esportes (como por exemplo, Tênis, Golf, e Esqui); e no mundo dos negócios como um programa de bem-estar corporativo eficaz, melhorando a criatividade e o aprendizado ao longo da vida.

Portanto, uma vez que o Tai Chi atende a múltiplos aspectos da saúde, Dr. Wayne considera sim o Tai Chi uma abordagem biopsicossocial relevante para o tratamento e prevenção de doenças."

Assista abaixo ao vídeo em que o Dr. Wayne apresenta as conclusões de seus estudos sobre o Tai Chi (em inglês).




Por Violet Li, publicado no site St. Louis Taichi Examiner
Tradução: Soraya Lacerda
Foto e Vídeo: Do artigo original
Outros artigos de Violet traduzidos para o TAOLU, aqui.



.

VIAJE COM SEU TAICHI E SEU QIGONG - Por Violet Li

Por Violet Li, publicado no site St. Louis Taichi Examiner
Tradução de Soraya Lacerda
Foto 1 do acervo do TAOLU
Foto 2 proveniente do artigo original
Outros artigos de Violet traduzidos para o TAOLU, aqui.

O primeiro semestre letivo acabou e vieram as férias. Famílias de malas prontas para viagem. E mesmo que esta folga seja mais do que desejada, definitivamente elas causam a interrupção de nossa rotina diária. Alguns reclamam que se come demais, e outros que deixamos nossa atividade física de lado, sempre que viajamos. No entanto, com sua portabilidade, o Taichi e o Qigong podem ser praticados onde quer que o praticante vá!

A circulação sanguínea de nosso corpo sofre bastante sempre que viajamos longas distâncias, quer seja de avião ou de carro. Alguns sofrem inclusive de calafrios nas mãos e nos pés. A prática do Taichi e o Qigong é super indicada para amenizar estes problemas. Se o seu vôo não estiver completamente lotado, tente achar um assento sem 'vizinhos'. E mesmo que isso não seja possível, você ainda assim pode desfrutar de um pouco de Taichi.

Aluno do Taolu praticando em Chenjiagou
Você pode praticar o 'Movimento Inicial' [Chi Shi], os 'Exercícios do Fio da Seda' [Cansigong*] e alguns movimentos de Ba Duan Jin, executando somente os movimentos dos braços. É claro que você terá que reduzir a amplitude dos movimentos; neste caso, a chave para um resultado favorável é manter a concentração, com respiração fluida e cadenciada. Vôos com escalas intermináveis são muito comuns hoje em dia, com os cortes nas rotas diretas da companhias aéreas. Um dos benefícios do Taichi sentado é exatamente o fato de você poder concentrar a atividade na área central de seu corpo e realmente trabalhá-la. Você também pode praticar os exercícios do 'Fio da Seda' [Cansigong*], ou até mesmo repetir certos movimentos isolados das formas ['Amarrando o Casaco' ou Repelindo o Macaco, sem deslocamento]. Você pode executar quantas repetições quiser.

Quanto a hotéis, mesmo que alguns quartos na Europa, Japão, Hong Kong e até mesmo em algumas cidades maiores estejam cada vez menores, isso não deve ser um impedimento para a sua prática. Mesmo que você prefira ser mais reservado, ainda assim você pode se exercitar no seu quarto. Todas as formas do Taichi são flexíveis. Você não precisa executar a forma completa, na sequência tradicional, para desfrutar de seus benefícios. Pratique um movimento de cada vez, com diferentes interações, e ainda assim poderá alcançar o objetivo da prática.  A maioria das sequências de Qigong não precisam de muito espaço, o que faz com que sejam perfeitas para serem trabalhadas em espaços diminutos. E se seu quarto for realmente um desafio em termos de espaço, ainda assim você pode praticar a 'Meditação em Pé' [Zhanzhuang*].

Aliás, o Taichi não é nada diferente da corrida ou de outras formas de exercício. Não se sinta acanhado de praticá-lo em público, assim como as pessoas não se sentem envergonhadas ao correr nos parques ou nas ruas. Você também pode fazer uso dos centros de fitness, jardins, pátios e até mesmo da área da piscina de seu hotel para praticar seu Taichi.

Agora, se você vai permanecer na cidade por um número razoável de dias, você pode até mesmo usar o Google para localizar aulas ou grupos locais de Taichi, e contatá-los antes de partir de férias. Você se surpreenderá ao descobrir que amantes do Taichi por todo o mundo são bastante receptivos com colegas visitantes. Mr. Ahmet Azkan em Istambul, por exemplo, pode lhe informar onde e quando seu grupo pratica, e até mesmo passar detalhes de como chegar lá. Ron Sewell, in Bonaire, oferece aulas gratuitas para visitantes. E o mesmo serve para férias locais, no Brasil*.

Karen Nesbitt no Egito
Karen Nesbitt, do Havaí, adora viajar. Para ela, praticar seu Taichi em frente às pirâmides do Egito foi extremamente agradável e espiritual – talvez pelo fato de ambos representarem culturas tão antigas e relevantes. Os praticantes do grupo Chenjiagou Taijiquan [GB], da Grã-Bretanha, têm a divertida tradição de fotografar seus momentos de prática, por onde quer que viajem. Algumas fotos exibidas neste artigo foram tiradas da página do grupo, no Facebook [sem autorização expressa].

Então, da próxima vez em que você estiver em frente à Torre Eiffel, em Paris; ou no Parque Yosemite, nos EUA, não se esqueça de praticar seu Taichi, pedir alguém para tirar uma bela foto e mandá-la para mim!


* Notas da tradutora.
.

30 de jun de 2016

WORKSHOP COM MESTRE CHEN ZI JUNG - BsAs - JUN/2016

O Diretor Técnico do Taolu Cultura Oriental, Mestre Magno Bueno, representante da 20ª geração da família Chen, participou do último workshop com o Mestre Chen Zi Jung - descendente direto desta mesma geração - em Buenos Aires (Argentina). O workshop foi organizado por Irina Fironova, e aconteceu de 9 a 13 de junho passado. 

Também compareceram ao evento, no Hotel Dandy em San Telmo, cerca de 20 alunos e professores de toda América Latina, dentre eles a professora argentina Marcela Rodas (Espacio Sol-AR) e a aluna do Taolu Lucimar Bonfim. 

a aluna do Taolu, Lucimar Bonfim,
com o  mestre 
Chen Zi Jung
Durante o workshop, os participantes tiveram a oportunidade de realizar estudo detalhado dos movimentos e posturas da forma Lao Jia Yi Lu (1ª Sequência Clássica) de Tai Chi Chuan estilo Chen.

Além de correções personalizadas da forma o Mestre Chen esclareceu dúvidas sobre os movimentos e fundamentos da prática. 

Complementando o treino da forma Lao Jia Yi Lu, o Mestre trabalhou também o Fang Song Gong (Trabalho de Relaxamento e Alongamento), Zhan Zhuang (Postura da Árvore), Chan Si Gong (Exercícios da Seda), Tui Shou (Exercícios a dois para aplicação dos princípios do Tai Chi) e uma farta exposição oral dos princípios fundamentais e filosóficos do Tai Chi Chuan, que o Mestre Zi Jung apresentadas pelo mestre Chen Zi Jung de forma muito fácil e habilidosa. 

 O mestre Chen Zi Jung é filho do Mestre Chen Xiaoxing - irmão do Grão-Mestre Chen Xiaowang patriarca da 19ª geração - e ainda não visitou o Brasil.
.

6 de jun de 2016

NOVO VÍDEO EM NOSSO CANAL :: Lao Jia Yi Lu - Movimento 5


Lançamos hoje o quinto e último vídeo da série Movimentos de 1-5 da Forma Lao Jia Yi Lu do estilo Chen de Tai Chi Chuan. Nesse programa detalhamos o movimento Dan Bian [Chicote Simples]. 


Com esse vídeo você aprenderá a execução e os fundamentos técnicos do movimento, além da filosofia inerente ao Tai Chi Chuan. Essa série de vídeos que concluímos aqui, irá permitir que o praticante possa aprender os 5 movimentos mais importantes do Tai Chi Chuan, e inicie e/ou reforce as bases dos fundamentos ‎principais que proporcionam os benefícios do Tai Chi Chuan. Assistam, treinem e divulguem. E fiquem atentos às novidades de nosso site e mídias sociais e até a próxima série de programas. 

Para assistir a todos os outros vídeos acesse nosso canal no YouTube: https://goo.gl/qbxZy4
.

25 de abr de 2016

NOVO VÍDEO EM NOSSO CANAL :: Lao Jia Yi Lu - Movimento 3

Lançamos hoje o terceiro vídeo da série Movimentos de 1-5 da Forma Lao Jia Yi Lu do Estilo Chen de Tai Chi Chuan. Neste programa, detalhamos o movimento Lan Za Yi [Amarrar o Casaco Vagarosamente, ou apenas Amarrar o Casaco]. Nele você aprenderá a execução e os fundamentos técnicos do movimento, além da filosofia inerente ao Tai Chi Chuan. Assista, pratique e compartilhe! Para assistir os vídeo anteriores acesse nosso canal no YouTube


7 de abr de 2016

SEM. TAI CHI CHEN COM MESTRE WU JIANG - BRASÍLIA - JUN-JUL/2016

De 23 de junho a 23 de julho, teremos o prazer de receber novemente em Brasília o mestre Wu Zhan Jiang, um dos professores titulares da escola de Tai Chi Chuan do Mestre Chen Bing em Chenjiagou, China. Esta será um excelente oportunidade para que os alunos e professores de Tai Chi possam estudar com um mestre chinês nascido e criado em Chenjiagou, berço do Tai Chi Chuan, e que dedica sua vida a ensinar essa arte em uma das melhores e mais famosas escolas de Tai Chi Chuan do mundo. 

Mestre Wu Jiang nasceu em 1974, em Chenjiagou na província de Henan (China), berço do Tai Chi Chuan. Iniciou sua prática, quando criança, com o grão-mestre Chen Xiaoxing, irmão mais novo do grão-mestre Chen Xiaowang, tornando-se seu discípulo. Desde 2010 ministra aulas na Chen Bing Taiji Academy em Chenjiagou. Em 2015 esteve em Brasília, como representante da Chen Bing Taiji Academy, por um mês para ensinar Tai Chi Chuan e está retornando novamente este ano.

O Taolu está apoiando a iniciativa de trazer o mestre para Brasília e convida a todos os amantes da arte do Tai Chi Chuan para desfrutar da oportunidade de participar das aulas desse mês de treinamento intensivo. 

O cronograma de treinamento está bem diversificado e flexível, permitindo que se possa participar de toda a programação ou de parte dela. Incentivamos a todos que o analisem com carinho e tentem adequar sua agenda para aproveitarem dessa oportunidade tão enriquecedora para a sua prática do Tai Chi Chuan:


Inscrições & Informações: 
Marli Cascão
lili.cascao@gmail.com
whatsApp +55 61 99679846 (vivo)
Ficha de Inscrição (clique aqui)

Investimento:
Integral: U$ 500,00
Parcial: 50% do treinamento (15 dias): U$ 300,00
Seminário: 23/junho a 03/julho: U$ 250,00
Participação diária (6hs): U$ 30,00

Obs.: A organização do seminário não visa lucro algum. Toda a renda proveniente do investimento dos participantes tem o único objetivo cobrir as despesas da vinda do mestre ao Brasil.