23 de fev de 2015



FESTIVAL DE CINEMA CHINÊS DO MUSEU DOS CORREIOS

O universo cultural da China chega ao Museu dos Correios com a Mostra de Cinema Chinês. Ao todo serão exibidos 16 filmes, dentre eles estão documentários, animações, drama, comédia, musical e ação.
 
A iniciativa da Embaixada da República Popular da China no Brasil e do Museu dos Correios permite uma aproximação dos brasileiros a elementos da tradição, história e costumes, de um país cada vez mais importante no cenário mundial.  
 
O primeiro longa-metragem de animação da China foi criado em 1940.  No final da década de 50, o desenvolvimento se tornou marcante, imprimindo um estilo particular aos enredos. Os filmes mostram características culturais, fábulas e pinturas. A técnica da aquarela transferida para a tela chama a atenção do mundo para as produções chinesas. O drama “Paraíso do Oceano” com Jet Li e “O Pequeno Grande Soldado” com Jackie Chan.
 
A mostra tem entrada franca e começa no dia 24/FEV indo até o dia 01/MAR. Confira a programação no site do Museu dos Correios.
 
SERVIÇO
Mostra de Cinema Chinês
24 de fevereiro a 01 de março
Local: Museu Nacional dos Correios
Endereço: Setor Comercial Sul, quadra 4, bloco A, n° 256
Ed. Apolo, Asa Sul - Brasília/DF
Horário: Verificar programação
Entrada Gratuita
(sujeita à lotação do auditório) 

9 de fev de 2015

SEMINÁRIOS DE TAI CHI CHUAN : IR OU NÃO IR?!

A lista de Seminários deste ano já está em nosso Calendário de Eventos. Basta você escolher aquele que mais te interessa e se programar!

Agora... Para aqueles alunos que ainda têm dúvidas quanto a validade de investir [tempo, esforço e dinheiro] para participar ou não de um seminário deste tipo, vale a pena ler este artigo, escrito por nosso colega Eduardo Molon. Molon é formado em Shiatsu (2001) e em Acupuntura (2005) pelo Colégio Brasileiro de Acupuntura, é professor de Taijiquan certificado pela WCTA Nivel 2 (Instrutor Sênior) e atualmente ocupa o cargo de Secretário Geral da WCTA-BR.
POR QUE ASSISTIR A UM SEMINÁRIO?
Por Eduardo Molon
Eduardo Molon e o mestre Chen Yingjun
Ao ver um anúncio ou um artigo sobre a vinda de um mestre mundialmente reconhecido ao Brasil, um praticante muitas vezes pergunta-se se vale mesmo a pena ir ao seminário.  Se ele mora na cidade onde o seminário acontecerá o investimento de tempo e energia não costuma ser alto, mas se a residência é em outra cidade, ir ao seminário envolve uma viagem, com custos de passagem aérea, estada, alimentação, e uma ou outra falta ao trabalho.

Em geral, as três questões que um praticante faz a si mesmo ao pensar em inscrever-se num seminário são: Por que ir ao seminário, se já sei a forma? Por que ir ao seminário, se ainda não sei a forma, e vou ficar perdido?  E... Será que eu estou no ponto para aprender com um mestre, ou devo ainda treinar por algum tempo somente com o meu professor?  Estas perguntas revelam, na verdade, alguma incompreensão do papel da forma no sistema didático, do objetivo real do treinamento, e da importância de um mestre de alto nível.

5 de set de 2014

CONHEÇA O DUAN WEI - Por Violet Li

Em 2011, durante nossa estada em Chenjiagou, o berço do Tai Chi na China, alguns de nossos professores foram submetidos ao exame para obter o Duan Wei, a certificação do governo Chinês para artes marciais. Durante a preparação para a viagem tivemos dificuldades para achar fontes de informações que nos dessem detalhes sobre o exame. Nesta semana que passou, nossa colega Violet Li publicou um artigo bastante informativo sobre o assunto. Segue abaixo a tradução autorizada desse artigo...


Banca Examinadora do Exame Duan Wei de ABR/2011 - Chenjiagou/China.
"Com frequência ouvimos alguém ser chamado de 'Sifu' ou de 'Mestre' nas artes marciais Chinesas. Mas eles estão realmente à altura do título? Algumas pessoas dizem que aprender Tai Chi é como descascar uma cebola, há uma camada após a outra. Você alguma vez já se perguntou em que 'camada' você está? No sistema de educação ocidental, passamos pelo ensino elementar, pelo ensino fundamental, pelo ensino médio, pela graduação e pela pós-graduação; e é fácil para o aluno saber onde está e definir pra si um objetivo. Em muitas profissões, um padrão é estabelecido e há várias certificações, para cada nível de expertise. Por muito tempo, os praticantes de uma arte marcial Chinesa, assim como entusiastas do Tai Chi, esperavam por um sistema que pudesse avaliar seu nível de habilidade e conhecimento. A novidade é que, após trabalharem num padrão por mais de uma década, o Departamento de Educação Física do governo Chinês completou um sistema de Duan Wei que certifica praticantes, tanto locais como estrangeiros. No dia 12 de agosto passado, Departamento Chinês de Educação Física convocou os representantes dos condados e municípios, das esferas civis e militares, para delinear a forma de promover e fazer cumprir o sistema de Duan Wei.
Professor Kang Ge Wu, presidente da ACW.
No mês passado eu tive a rara oportunidade de entrevistar o professor Kang Ge Wu, presidente da Associação Chinesa de Wushu (Artes Marciais), para entender melhor a importância do sistema Duan Wei e suas características. A fim de garantir um padrão para as Artes Marciais Chinesas, o Departamento Chinês de Educação Física, juntou esforços com a Associação Chinesa de Wushu e outras entidades para projetar o sistema Duan Wei. Isto pode soar como uma tarefa simples, mas que acabou por ser um esforço monumental considerando que há milhares de estilos de artes marciais pertencentes a 129 sistemas marciais, e foi um desafio para categorizar e encontrar um terreno comum para normalizá-los. O trabalho de pesquisa inicial começou em 1998, mas apenas em 2008 a padronização nacional começou a tomar forma. Agora, os principais sistemas de artes marciais - Shaolin, Punho-Longo, Taichi/Taiji, Bagua, Xingyi, Baji, Tongbei, Louva-Deus, Wingchun, Wuzhu, Fanzi e Chuojiao - têm padrões estabelecidos. Independentemente do sistema de artes marciais, eles estão divididos em nove níveis, ou nove Duans. Os candidatos ao Duan Wei precisam mostrar habilidade e conhecimento sobre a arte que pratica. Para os níveis avançados de Duan Wei (sete, oito, e nove), a idade do praticante também é um critério, juntamente com a sua contribuição para a promoção da arte. Você tem que ter mais de 45 anos para se candidatar ao sétimo Duan, mais de 52 anos, para o oitavo Duan, e mais de 60 anos para o nono Duan. 
Para a categoria de Tai Chi Chuan, os estilos Chen tradicional, Yang, Wu-Hao, Wu, Sun e He já têm padrões estabelecidos e pertencem sim ao sistema Duan Wei. Se você pratica algum desses seis estilos autênticos (não uma modificação, nem uma variação simplificada), você pode verificar com o seu professor - ou o professor do seu professor - como fazer para obter a certificação. Na verdade, cada família tradicional do Tai Chi, tem seu próprio processo para obtenção de uma certificação. Você pode obter uma certificação Duan Wei na China ou no exterior, ou dentro de sua organização 'familiar' de Tai Chi. Mas no caso de você não está perto de qualquer das organizações credenciadas, você pode verificar com o Instituto Confúcio. Você pode clicar aqui para localizar um Instituto Confúcio perto de você. O Instituto Confúcio, em alguns países, não só ensina a língua chinesa, mas também pode ensinar Kung Fu. Se o seu Instituto Confúcio local não oferece aulas de artes marciais ainda, o Professor Kang disse que pode-se fazer uma solicitação formal e, havendo interesse suficiente, a associação pode enviar instrutor(es) da China. 
O Sistema de Certificação Duan Wei é uma nova política chinesa designada pelo governo Chinês para melhorar a saúde dos cidadãos e manter um padrão de herança cultural da China. Há um plano de execução de dez anos para garantir que escolas de todos os níveis o implementem. O orçamento será distribuído proporcionalmente para as capitais, províncias, e cidades para promover as artes marciais e realizar os exames do Sistema Duan Wei. Há emblemas com  para diferentes Duan Weis com os respectivos uniformes. Um site oficial informa as regras; os regulamentos; a listas das organizações; divulga as notícias e estatísticas dos rankings; permite o download de formulários e disponibiliza os materiais de treinamento. Fiquei surpresa ao encontrar inclusive a lista de praticantes internacionais que foram certificadas em 2011. Para saber mais sobre o Duan Wei acesse o site da Associação.
Praticantes de Tai Chi certificados com o Duan Wei em ABR/2011 - Chenjiagou/China


 Original: "Know Your Dwan Wei"
Por Violet Li, publicado no site St. Louis Taichi Examiner
Tradução: Soraya Lacerda
Foto 1 e 3: Soraya Lacerda
Foto 2: Violet Li
Outros artigos de Violet traduzidos para o TAOLU, aqui.


.

19 de ago de 2014

A FAMÍLIA CHEN SE MANIFESTA PARA CONTESTAR As REIVINDICAÇÕES DE SHANG SANFENG

Tradução autorizada do original,
escrito por David Gaffney

2007 - Chenjiagou reconhecida como o berço do Taijiquan.
Um guerra aberta entrou em erupção na China, recentemente, sobre a origem do Taijiquan. Aparentemente a questão sobre onde e por quem o Taijiquan foi criado, já havia sido resolvida em 2007. Neste ano, após extensa investigação e avaliação da Associação Chinesa de Wushu, e da Associação Popular da China, o Condado de Wen e a província de Henan, foram nomeados como o "berço das Artes Marciais Chinesas” e o “beço do Taijiquan na China ", respectivamente. Chen Wangting também foi reconhecido como o criador do Taijiquan. Isso confirmou a pesquisa feita na década de 30 por Tang Hao, muitas vezes reconhecido como o maior historiador das artes marciais Chinesas.

No entanto, o debate sobre a origem elevou-se drasticamente outra vez, atingindo seu ápice nas últimas semanas. Em 16 de julho o Ministério da Cultura Chinês aceitou e anunciou o grupo "Zhang Sanfeng Taijiquan" como um dos candidatos aprovados para constar da quarta edição de sua lista de “Recomendação de Herança Cultural Imaterial Nacional", na categoria de "Esportes Tradicionais, Entretenimento e Acrobacias". O grupo “Zhang Sanfeng Taijiquan”, em questão, é oriundo do condado de Shaowu, província de Fujian, na China. O grau de revolta diante deste anúncio, pode ser visto a partir das reações de dois dos principais membros da família Chen, Chen Xiaowang e Chen Zhenglei.

16 de jul de 2014

7º SEMINÁRIO DE TAI CHI ESTILO CHEN COM MESTRE CHEN YINGJUN - RJ - SET/2014


Em setembro de 2014 teremos o 7º Seminário Internacional de Taijiquan com o Mestre Chen Yingjun, segundo filho do Grão-Mestre Chen Xiaowang e herdeiro da 20ª Geração da Família Chen.  O programa para o final de semana é Laojia, e na sexta a aula introdutória, com prática de Zhanzhuang e Chansigong. O Mestre Chen Yingjun avaliará a proficiência dos alunos presentes, e poderá ensinar alguns movimentos a mais ou a menos, usando o tempo de forma a oferecer a melhor qualidade de instrução possível, e fazendo correções individuais na postura de cada aluno.
 
Local
O seminário será realizado no Ginásio da UERJ - Maracanã - Rio de Janeiro.  O local da aula extra introdutória será definido em breve.



Instruções para ir de metrô: pegue a linha 1 até a estação Estácio, troque para a linha 2, e vá até a estação Maracanã. Desça a passarela por cima da Avenida Pres. Castelo Branco, e então caminhe na calçada dessa mesma avenida em direção à Capela da UERJ. Entre no campus pela entrada após a capela, e o ginásio estará à sua direita.
 
Data e Programa
05/09 [SEX]
18h às 21h - Aula introdutória, com prática de Zhanzhuang e Chansigong
 
06/09 [SAB]
10h às 13h e 15h às 18h - Laojia Yilu
 
07/09 [DOM]
10h às 13h e 15h às 18h - Laojia Yilu
 
Inscrições
Entre em contato com Eduardo Molon, organizador do envento, através do telefone: (21) 98571-8080 Ou envie um email para: molon@eduardomolon.com. Com ele você receberá um número de inscrição, e instruções para efetuar o pagamento por meio de depósito bancário.
 
Valor
Por favor visite a página oficial do seminário para ver todas as opções de investimento.

Ná dúvida se deve ir ao seminário ou não?  Leia o artigo "SEMINÁRIOS DE TAIJI : IR OU NÃO IR?". Quem sabe ele não te ajuda a decidir. ;-)
.