16 de jun de 2011

VOCÊ PRATICA TAICHI CHUAN OU TAICHI CAO? - Por Violet Li

A partir de hoje o blog do IFTB fica um pouquinho mais rico em seu conteúdo. E o que proporcionará isso são os artigos sobre Taijiquan escritos por Violet Li, que publicaremos aqui, traduzidos para o português. Violet é uma premiada jornalista de Saint Louis [USA], e nos deu o prazer de se juntar a nós autorizando a publicação de seus artigos em português, aqui no blog. Para quem não a conhece, Violet é também uma entusiasta, praticante e instrutora certificada de Taijiquan [Taichichuan]. Além disso é expert em outras práticas de fitness, tendo ensinado aeróbica e kick-boxing antes de abraçar de vez o Taiji. Aliás, sua paixão por Taiji, Qigong e Fitness é que lhe dá motivação para escrever artigos relacionados a estas práticas e seus benefícios para a saúde e o bem-estar. Seus artigos são publicados no St. Louis Tai Chi Examiner, no National Tai Chi Examiner. O que escolhemos para inaugurar esta nova seção é "Você pratica Taichi Chuan ou Taichi Cao?" que versa sobre a importância do 'relaxar na postura'.

A todos vocês, só podemos dizer: aproveitem!

À Violet... obrigada e seja muito bem-vinda à família IFTB!


Grandmaster Chen Zhenglei
VOCÊ PRATICA TAICHI CHUAN OU TAICHI CAO?

Recentemente eu fiz uma enquete informal, entre um grupo de aproximadamente 24 praticantes, perguntando a eles se eventualmente observavam alguma sensação diferente em seus dedos quando praticavam Taichi. Alguns deles já possuíam algo em torno de cinco anos de estudo e prática. Para minha surpresa, menos de 25% deste grupo afirmou sentir seus dedos aquecidos, 'inchados', 'dormentes', ou até mesmo formigando com algum tipo de 'sensação elétrica'. Um deles, até me disse brincado que havia machucado um de seus dedos antes de iniciar a prática, e que o tal dedo continuava insensível mesmo quando praticava o Taichi.

De acordo com o Dr. Kevin Chen, Taichi é uma forma de Chi Kung [Qigong], e um dos benefícios mais importantes desta prática é o cultivo do Chi [Qi], a energia vital interna. O Chi é essencial para a saúde. Se o Chi é suficiente, está equilibrado e circula de forma adequada, ele ajuda a prevenir e cura doenças e lesões. Estudos e mais estudos mostram que o Chi Gong ou o Taichi pode proporcionar benefícios significativos à saúde.

Todavia, o Chi é algo abstrato, ou até mesmo estranho para a maioria das pessoas. Muitos praticantes de Taichi, principalmente os iniciantes, se perguntam constantemente como cultivar o Chi, como movê-lo pelo corpo, e principalmente, como senti-lo. Um alinhamento adequado do corpo, movimentos corretos, respiração tranqüila, e foco no momento da execução da forma são pontos chave a serem observados para adequados cultivo e circulação do Chi. Mas vale lembrar que se pode levar anos para que o exercício torne-se efetivo. O Grão-Mestre Chen Zhenglei, 19ª geração na linhagem do estilo Chen e um dos Top Ten Mestres de Arte Marcial na China, nos dá uma dica simples, mas essencial: relaxe!

Em seu livro "Chen Style Taijiquan, Sword and Broadsword", o Grão-Mestre Chen ressalta que o pré-requisito essencial para a pratica do Taichi é relaxar. Primeiramente, relaxar a mente e esvaziá-la de pensamentos; depois, relaxar o corpo. De acordo com o Grão-Mestre Chen, quando o corpo está tenso, o Chi não circula livremente.

Problemas mais comuns de postura como a cabeça projetada para frente, pescoço tenso, ombros muito elevados ou desalinhados, cotovelos projetados para cima, dedos e mãos tensos, artelhos [dedos dos pés] levantados desnecessariamente, são sintomas claros de um corpo que não está totalmente relaxado e sereno. Fechar o punho de forma muito firme pode também bloquear o caminho do Chi e tornar o Fajin menos poderoso. Em seu livro, o Grão-Mestre detalha orientações para um bom alinhamento.

Grão-Mestre Chen também ressalta que ombros e cotovelos relaxados fazem parte de nossa postura natural e que devemos mantê-los assim durante a prática do Taichi. Entretanto, alguns praticantes, principalmente os iniciantes, tendem a tensionar a postura, por exemplo, suspendendo os ombros já no início da forma, no Chi Shi [Movimento Inicial], quando os braços são elevados naturalmente até a altura dos ombros.

O Grão-Mestre enfatiza, que os movimentos do Taichi foram desenhados de acordo com a cinética do corpo humano. Para manter o corpo em harmonia durante a prática do Taichi, respeitar esta cinética é essencial. Ele ainda sugere que mantenhamos nossos ombros e cotovelos relaxados, também, ao executar tarefas simples do dia-a-dia, como por exemplo, atender ao telefone, digitar no computador, ou até mesmo ao trocar um aperto de mão com os amigos. Nós não nos sentiremos confortáveis se retesarmos nossos ombros ou estendermos em demasia nossos cotovelos ao executarmos estas tarefas tão rotineiras.

Ombros elevados e tensionados [esquerda] | Ombros desiguais [centro] | Axilas coladas ao tronco [direita]
Então, por que mudar este princípio ao praticar o Taichi? Isso pode soar como uma pergunta retórica, mas, durante a prática, muitas pessoas não se dão conta de sua postura e, em conseqüência disso, tensionam partes, ou todo o corpo.


Grão-Mestre Chen Zhenglei demonstrando o movimento Jin Gang Dao Dui

"O Guardião de Buda Bate o Pilão" [Jin Gang Dao Dui] é um dos movimentos mais usados nas sequências do estilo Chen. Na antiga forma Lao Jia Yi Lu, este movimento é executado quatro vezes. Nele é importante deixar os cotovelos afundados na transição dos movimentos, e o Grão-Mestre lembra aos estudantes que observem seus ombros com bastante atenção, ao levantar a perna e o braço direitos durante sua execução. Outro requisito importante é manter um espaço livre sob as axilas para que o Chi possa fluir facilmente do corpo para os ombros, descendo pelos braços.

Ele insiste que os entusiastas do Taichi também verifiquem constantemente e atentamente sua postura [como no Zhanzhuang*] para ver se, sem perceber, seu corpo se tencionou em alguma região durante a execução dos movimentos do Taichi. Uma vez que o corpo está realmente relaxado, o praticante deverá, então, a medida que evolui na prática, sentir seus dedos aquecidos, 'inchados', 'dormentes', ou até mesmo formigando com algum tipo de 'sensação elétrica', devido à boa circulação do Chi e à ativação da corrente sanguínea nas extremidades. É uma sensação muito agradável. Sem alcançar nenhuma dessas sensações, o Grão-Mestre Chen Zhenglei acredita que o praticante está apenas executando o Taichi Cao [exercício], e não o Taichi Chuan [Ch’uan]. O Taichi Cao é apenas um programa de treino que promove os mesmos benefícios salutares que qualquer outro exercício promoveria; já os benefícios do Taichi Chuan vão muito além dos proporcionados por um simples treino.

P.S.: Agradecimento especial a Maggie, Judy, Fong, Yvonne, e Paul, de Saint Louis, que ajudaram a ilustrar algumas das posturas problemáticas mencionadas acima.

Por Violet Li, publicado no site St. Louis Taichi Examiner
Tradução de Soraya Lacerda
As fotos são provenientes do artigo original
Outros artigos de Violet traduzidos, aqui.



* Nota da tradutora.
.

Nenhum comentário: