9 de fev de 2012

TAI CHI CHUAN CONTRA O MAL DE PARKINSON

Foto: Veja (Thinkstock)
Estudo publicado no The New England Journal of Medicine, e divulgado hoje no site da Revista Veja, confirma [mais uma vez] o que nós praticantes de Tai Chi já sabemos: que a prática de Tai Chi Chuan colabora para melhoras significativas nos sintomas de pacientes com doenças degenerativas. Neste caso específico, o Mal de Parkinson. A pesquisa, desenvolvida pelo Oregon Research Institute, pelo Oregon Medical Group e pelo PeaceHealth Medical Group–Oregon  (EUA), concluiu que a prática constante do Tai Chi pode melhorar significativamente a estabilidade e a capacidade de andar dos pacientes com Parkinson.

Para quem desconhece detalhes, o Mal de Parkinson é um a doença degenerativa, que ataca progressivamente o sistema nervoso. As causas dessa degeneração ainda não são conhecidas, impedindo assim que se encontre a cura até o momento. Todavia, existem hoje tratamentos diversos que amenizam seus principais sintomas [tremores musculares - mesmo em repouso -, lentidão dos movimentos e instabilidade postural]. Um a cada 250 indivíduos, acima dos 40 anos, pode vir a sofrer deste mal.

Os pesquisadores reforçam, ainda, que a prática constante do Tai Chi pode também ser indicada para o tratamento que qualquer pessoa que necessite de reabilitação por outros motivos.

Leia a íntegra da matéria da Veja clicando no título abaixo:

E acesse o sumário do estudo publicado pelo New England Journal of Medicine, clicando no título abaixo:

.

Nenhum comentário: