19 de ago de 2014

A FAMÍLIA CHEN SE MANIFESTA PARA CONTESTAR As REIVINDICAÇÕES DE SHANG SANFENG

Tradução autorizada do original,
escrito por David Gaffney

2007 - Chenjiagou reconhecida como o berço do Taijiquan.
Um guerra aberta entrou em erupção na China, recentemente, sobre a origem do Taijiquan. Aparentemente a questão sobre onde e por quem o Taijiquan foi criado, já havia sido resolvida em 2007. Neste ano, após extensa investigação e avaliação da Associação Chinesa de Wushu, e da Associação Popular da China, o Condado de Wen e a província de Henan, foram nomeados como o "berço das Artes Marciais Chinesas” e o “beço do Taijiquan na China ", respectivamente. Chen Wangting também foi reconhecido como o criador do Taijiquan. Isso confirmou a pesquisa feita na década de 30 por Tang Hao, muitas vezes reconhecido como o maior historiador das artes marciais Chinesas.

No entanto, o debate sobre a origem elevou-se drasticamente outra vez, atingindo seu ápice nas últimas semanas. Em 16 de julho o Ministério da Cultura Chinês aceitou e anunciou o grupo "Zhang Sanfeng Taijiquan" como um dos candidatos aprovados para constar da quarta edição de sua lista de “Recomendação de Herança Cultural Imaterial Nacional", na categoria de "Esportes Tradicionais, Entretenimento e Acrobacias". O grupo “Zhang Sanfeng Taijiquan”, em questão, é oriundo do condado de Shaowu, província de Fujian, na China. O grau de revolta diante deste anúncio, pode ser visto a partir das reações de dois dos principais membros da família Chen, Chen Xiaowang e Chen Zhenglei.


Chen Xiaowang, em pronunciamento à imprensa, sobre a questão ‘Zhan Sanfeng’.
Recentemente, em 11 de Agosto passado, Chen Xiaowang - descendente da 11ª geração do fundador do Taijiquan – convocou uma coletiva de imprensa em Zhengzhou, província de Henan. Durante a coletiva, ele criticou publicamente o que chamou de "a farsa Zhang Sanfeng Taijiquan”, e pediu esclarecimentos aos órgãos competentes, bem como uma garantia de que eles iriam lidar com a questão de forma justa, equitativa e transparente.

Respondendo a perguntas.
Chen Xiaowang apontou uma série de inconsistências nas afirmações do grupo “Zhang Sanfeng Taijiquan” no que diz respeito ao local de nascimento do próprio Zhang Sanfeng, à sua associação com a arte do Taijiquani e à evolução dos vários estilos de Taijiquan. Ele apontou também os reais e múltiplos danos que a inclusão de "Zhang Sanfeng Taijiquan" poderá causar. Em suas palavras, "uma vez incluído na lista, isso irá criar uma confusão a respeito dos registros históricos, o que, definitivamente, provocará controvérsias intermináveis​​". Ele também questionou o processo de seleção do Ministério da Cultura, e chegou a afirmar que "podem haver práticas gravemente burocráticas e outras nada saudáveis" no processo. Palavras fortes na China ao se falar da atuação de oficiais do governo!
Na mesma linha, Chen Zhenglei reagiu imediatamente ao retornar de sua turnê mundial de seminários em 23 de julho, e ouvir a notícia ao chegar na China. Em dois dias duas cartas foram enviadas em nome da Associação de Taijiquan de Henan, e do Departamento do Condado de Wenxian, para o Ministério da Cultura Chinês e para o Centro de Proteção da Herança Cultural Imaterial Nacional, a respeito do "relatório problemático". Chen Zhenglei também contatou grandes centrais de notícias de Zhengzhou e, "como indivíduo e como um sucessor do Taijiquan Chen", tornou pública a situação e seu descontentamento com todo o assunto.

Chen Zhenglei - "a história de Zhang Sanfeng é baseada em um mito e em um conto de fadas".
Chen Zhenglei afirmou que os critérios para uma arte ser considerada um "patrimônio cultural imaterial" é a sua linhagem e continuidade, em geral, por três gerações ou mais, por meio de pai para filho (a família), ou de mestre para discípulo, ou através de outras formas de ensino tradicional. Ele vai além, dizendo que a história de “Zhang Sanfeng Taijiquan” é baseada no mito e no conto de fadas, e que o Ministério, responsável pela Protecção do Património Cultural Intangível, não deve confundir o público. Esta não é a primeira vez que Chen Zhenglei se pronuncia contra deturpações a respeito do Taijiquan, e dos danos que isso pode causar na percepção do público. Há mais de uma década atrás, em uma entrevista ao programa Oriental Horizon da Rádio BBC de Londres - que reproduzimos no livro “A Essência do Taijiquan", sob o título "Arte Antiga ou Fábula da Nova Era?” -, Chen Zhenglei afirmou que: "Existem muitas formas de Taijiquan de imitação por ai, e o público não sabe a diferença. Estes estilos ecléticos serão repassados ​​como autênticos e haverá menos tradicionalistas, entre os praticantes de Taijiquan".

O mítico Zhang Sanfeng, popularizado nos romances de Jin Long.
Mas quem foi Zhang Sanfeng e por que importa quem criou o Taijiquan? Na cultura popular Zhang Sanfeng está intimamente ligado às Montanhas de Wudang. Isto se deve, principalmente, aos romances de artes marciais de Jin Yong e do filme "Taiji Master", produzido e estrelado por Jet Li. Se ele era uma pessoa uma pessoa real ou não, ou em que época ele viveu, já foi debatido inúmeras vezes. Mas em ambos os casos - mitos e ‘fatos’ -, Zhang Sanfeng era um alquimista e um monge taoísta de Wudang. É exatamente esse detalhe que levanta a questão: por que a mencionada candidatura vem de um grupo de Fujian e não de Wudang, em Hebei? E, caso o pedido seja acolhido, as outras famílias de Taijiquan terão que reconhecê-lo como seu ancestral?

Seja qual for a verdade, parece que o público já está e confundindo. Em setembro de 2013, Shaowu realizou o evento “Do outro lado do Estreito de Taiwan • Terra Natal de Sanfeng”, e apresentou pela primeira vez os slogans do grupo “Zhang Sanfeng Taijiquan (estilo original)”. Desde então, há relatos de que cerca de 3.000 praticantes estrangeiros estão vindo aprender o “Taijiquan Zhang Sanfeng (estilo original), de Shaowu". E é esse destaque à expressão "estilo original" que despertou a preocupação dos outros grupos tradicionais de Taijiquan na China. Este ano, de 31 de março a 2 de abril, aconteceu a primeira competição de “Taijiquan Zhang Sanfeng (estilo original), de Shaowu”, e cerca de 2.000 pessoas participaram do evento.

David Gaffney é co-autor do livro "A Essência do Taijiquan",
discípulo reconhecido do GM Chen Xiaowang e
representante do Taijiquan Chen de Chenjiagou na Grã-Bretanha.
.
Fotos reproduzidas do artigo original.
.

Nenhum comentário: