19 de jan de 2017

TAI CHI : UMA ABORDAGEM BIOPSICOSSOCIAL À SAÚDE

"O dicionário Merriam-Webster define biopsicossocial (BPS) como aquilo que está relacionado com os aspectos biológicos, psicológicos e sociais da saúde, em contraste com os aspectos estritamente biomédicos de uma doença. A teoria foi desenvolvida por George L. Engel (1913-1999) e John Romano (1904-1994) durante décadas, e publicada primeiramente por George Engel em 1977. Enquanto que o modelo biomédico tradicional foca na fisiopatologia e outras abordagens biológicas da doença, a abordagem biopsicossocial enfatiza a importância de entendermos a saúde humana e a doença sob outros aspectos, como fatores biológicos, psicológicos e sociais, e suas interações complexas.

Tai Chi (Taiji) é uma antiga arte curativa Chinesa e também uma arte marcial. Suas raízes filosóficas têm origem no Livro das Mutações (I Ching ou Yi Jing). Ela foi desenvolvida baseada na Medicina Tradicional Chinesa, especialmente no sistema dos meridianos. No livro 'Guia de Tai Chi da Faculdade de Medicina de Harvard' (pulicado recentemente em português pela Ed. Pansamento), o professor Peter Wayne, discute os benefícios do Tai Chi para o coração, os pulmões, os ossos, os músculos, o sistema nervoso, o sistema imunológico e a mente, sob a perspectiva dos fundamentos do Tai Chi, da teoria da Medicina Tradicional Chinesa, e sob a lógica de Medicina ocidental. Ele cita, inclusive, estudos biomédicos conduzidos por institutos de pesquisa por todo o mundo, como evidências de suas colocações.

Existem muitos estilos e formas de Tai Chi. Algumas são longas e complicadas, outras são curtas e simplificadas. De acordo com o Dr. Wayne, todas elas podem trazer benefícios para a saúde, desde que elas tenham oito ingredientes ativos:
  1. Percepção - incluindo a plena consciência e atenção focada. A chave de tudo está nos movimentos lentos e deliberados, e na atenção ao alinhamento do corpo, às sensações e à respiração.
  2. Intenção - ou Yi em Chinês, incluindo convicção e expectativa. A visualização ou imagens desempenham um papel importante em produzir os efeitos terapêuticos e psicológicos.
  3. Integração Estrutural - incluindo a forma dinâmica, e função. Uma maior integração interna e entre os vários sistemas estruturais e fisiológicos é essencial.
  4. Relaxamento ativo – os movimentos fluidos do Tai Chi ajudam a conduzir o corpo e a mente para um estado profundo de relaxamento. Tem sido descrito como meditação em movimento.
  5. Força e Flexibilidade – no Tai Chi, a transferência lenta do peso de uma perna para outra, as bases com as pernas flexionadas, e os alongamentos dinâmicos podem ajudar a construir força, estabilidade e flexibilidade.
  6. Respiração Fluida e Natural – a respiração do Tai Chi ajuda a regular o sistema nervoso, melhora o humor, movimenta e equilibra o Qi (energia vital).
  7. Apoio Social – a interação com professores e outros colegas de turma também é um importante fator terapêutico.
  8. Espiritualidade Embutida – incluir a filosofia e os rituais. Dr. Wayne acredita que o Tai Chi cria uma estrutura prática, ao trazer para o dia-a-dia um modo de vida holístico, com base na filosofia oriental, que integra corpo, mente e espírito.
Dr. Peter Wayne
Além de ser influenciado pelo 'Livro das Mutações', o Tai Chi herdou perspectivas filosóficas do Confucionismo, do Budismo, e do Taoísmo. Para muitos, o Tai Chi não é apenas uma arte curativa, ou uma arte marcial; é também uma forma de cultivar um sistema de valores, e de desenvolver uma atitude mais positiva em relação à natureza, aos relacionamentos e à vida diária de forma geral.

O livro 'Tai Chi in Your Life' de Dale Napier apresenta vários exemplos de como os princípios do Tai Chi podem ser aplicados às suas tarefas diárias. O Dr. Wayne também ensina como integrar o Tai Chi na rotina diária em seu livro. Ele apresenta, ainda, o 'Tai Chi para Dois', como uma forma de usar o Tai Chi nos treinos para o aperfeiçoamento de outros esportes (como por exemplo, Tênis, Golf, e Esqui); e no mundo dos negócios como um programa de bem-estar corporativo eficaz, melhorando a criatividade e o aprendizado ao longo da vida.

Portanto, uma vez que o Tai Chi atende a múltiplos aspectos da saúde, Dr. Wayne considera sim o Tai Chi uma abordagem biopsicossocial relevante para o tratamento e prevenção de doenças."

Assista abaixo ao vídeo em que o Dr. Wayne apresenta as conclusões de seus estudos sobre o Tai Chi (em inglês).




Por Violet Li, publicado no site St. Louis Taichi Examiner
Tradução: Soraya Lacerda
Foto e Vídeo: Do artigo original
Outros artigos de Violet traduzidos para o TAOLU, aqui.



.

Nenhum comentário: